HISTÓRIA DA TELEVISÃO

História da TV

História da Televisão

A TECNOLOGIA

Apesar de ser um invento do século 20, a história da televisão começa no século 19 quando foi desenvolvida a tecnologia que daria origem ao seu invento mais tarde. Essa tecnologia, como tantas outras desenvolvidas na mesma época, teve origem com um cientista alemão.

Este cientista, Karl Ferdinand Braun, inventou o tubo de raios catódicos em 1897. Este tubo de raios foi uma das peças fundamentais para os primeiros aparelhos de televisão, pois através deste tubo as imagens poderiam ser projetadas numa tela.

Porém, o mérito da primeira projeção de imagem em uma tela coube a um cientista russo. O nome dele era Boris Rosing e através de muitas experimentações, ele conseguiu em 1907 projetar uma imagem numa tela através de um tubo de raios catódicos.

Consequentemente, não causa nenhuma surpresa sabermos que um dos seus assistentes, o também russo Vladimir Zworykin, radicado nos Estados Unidos, é um dos pais da moderna televisão. Pode parecer estranho, mas a televisão não teve somente um inventor, por isso dizemos “um dos pais”.

QUEM AFINAL INVENTOU A TELEVISÃO?

Assim como em outros áreas do conhecimento e da criação humana, as invenções e descobertas são o resultado do esforço conjunto de vários cientistas que numa mesma época se debruçam sobre o mesmo problema.

Através do compartilhamento das experiências e resultados, outros cientistas, e não necessariamente do mesmo grupo de trabalho, conseguem fazer a pesquisa avançar até atingir o resultado esperado, e até mesmo outros não esperados. A verdade é que a ciência é um campo de eterna evolução e aprimoramento.

Sendo assim, Ferdinand Braun, Boris Rosing e Vladimir Zworykin podem ser considerados os pais da televisão até um certo ponto. Pois a glória final coube a Philo Farnsworth, que em 1927 fez uma demonstração pública de transmissão de imagens através de uma televisão rudimentar.

A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL E A TELEVISÃO

Apesar da primeira televisão funcional ter sido desenvolvida no final da década de 20, as vicissitudes causadas pela Segunda Guerra Mundial fizeram com que as pesquisas para o seu aprimoramento e comercialização atrasassem 20 anos.

Naquela época, os países de ponta na pesquisa da televisão eram Rússia, Alemanha e Inglaterra. Evidentemente, o advento da guerra na Europa e a consequente destruição de toda infraestrutura dos países continentais envolvidos atrasou o desenvolvimento das pesquisas no velho continente.

Por outro lado, os Estados Unidos surgem como pioneiros da televisão após o final da guerra. E isso explica-se não somente pela questão tecnológica ou por não terem sofrido em próprio solo os efeitos da guerra.

Na realidade, a visão mercadológica da televisão foi o que mais propiciou o seu desenvolvimento em solo americano. Apesar de já existirem alguns poucos milhares de televisores nos Estados Unidos nas décadas de 30 e 40, é somente a partir da década de 50 que ocorre um boom nas vendas do aparelho.

A TELEVISÃO E O “AMERICAN WAY OF LIFE”

Rapidamente, a televisão se tornou um símbolo do capitalismo e do american way of life na década de 50. E isto não foi o resultado de um plano anterior para difundir valores capitalistas, mas foi pelo próprio desenvolvimento das empresas de teletransmissão.

A fusão das primeiras empresas de teletransmissão fez com que poucos canais tivessem uma cobertura nacional. Evidentemente, isso despertou o interesse de outras empresas que viram a oportunidade de anunciarem seus produtos através da televisão.

Certamente, dentro do contexto da Guerra Fria, a televisão também se tornou um campo de batalha ideológica e, aí sim, mais e mais programas passam a difundir o American Way of Life, em contraposição aos valores comunistas.

HISTÓRIA DO RÁDIO

História do Rádio

História do Rádio

PATERNIDADE DISPUTADA.

Assim como a televisão, a história do rádio também envolve uma briga pela “paternidade da invenção. A quem creditar o primeiro aparelho de radiotransmissão da história?

Um deles, o físico italiano Guglielmo Marconi, é o mais conhecido e reconhecido de todos. Vários manuais de história e programas infantis de ciência sempre creditaram a ele a invenção do rádio em 1896.

Entretanto, já há alguns anos, vários historiadores e pessoas nas redes sociais vêm trazendo à tona o nome do engenheiro sérvio Nikola Tesla. Este cientista, teria não somente inventado o primeiro rádio mas, dizem alguns, a primeira máquina do tempo.

Em relação à invenção do rádio, Tesla teria demonstrado um primeiro aparelho de “telégrafo sem fio” em 1893, ou seja, três anos antes da demonstração de Marconi. Mas o fato é que Tesla só teve sua invenção patenteada em 1900, quatro anos depois de Marconi.

Este e outros fatos alimentam todo um movimento de justiça histórico à Nikola Tesla enquanto inventor. Não obstante, por haver patenteado antes, a glória da invenção do primeiro rádio coube ao italiano Guglielmo Marconi.

A CULTURA DO RÁDIO.

Talvez nenhum outro invento moderno tenha marcado tanto a vida das pessoas de todas as classes sociais quanto o rádio. Mesmo depois da invenção da televisão, os primeiros programas basicamente adaptaram os modelos das novelas e programas radiofônicos.

No mundo dos esportes, até pouco tempo era muito comum ver pessoas que preferiam ir aos estádios de futebol sem deixar de acompanhar a locução do jogo por um pequeno rádio de pilha.

E mais do que isso. Os motoristas de todo o tipo, seja de caminhão, aplicativos ou motociclistas. Todos eles gostam de viajar enquanto escutam algum programa de rádio preferido. Isto explica-se facilmente pelo rádio oferecer várias funcionalidades em um mesmo canal: música, informação e entretenimento.

O RÁDIO NAS DÉCADAS DE 20, 30 E 40.

Sem risco de cair no erro, podemos afirmar com segurança que as décadas de 20, 30 e 40 foram o auge do rádio. Anterior à Primeira Guerra Mundial, o rádio era utilizado no esforço de guerra para comunicação entre tropas e envio de mensagens.

Já na década de 20, tem início a aquisição maciça de aparelhos de rádio para uso privado. No caso do Brasil, acompanhando a tendência mundial, o rádio foi inaugurado em 1922, na emblemática data de 7 de Setembro.

A ocasião era a comemoração do centenário da independência do país, e o rádio foi utilizado então para comunicar uma fala do presidente da República Epitácio Pessoa.

É interessante notarmos que essa associação inicial entre radiodifusão e poder público, acompanha a história do rádio ao longo da sua época de ouro. Sejam presidentes democratas como Roosevelt ou o Primeiro-ministro Churchill, ou ditadores do naipe de Adolf Hitler e Getúlio Vargas, o rádio muitas vezes serviu de veículo de propaganda política.

O FUTURO DO RÁDIO.

Apesar da grande diversidade e explosão de tecnologias de mídia digital e informação pela qual passamos, podemos dizer que o conceito do rádio ainda sobrevive nos podcasts.

O que é um podcast além de um programa de rádio adaptado para a era digital? E a persistência desse modelo auditivo de disseminação de informação talvez tenha uma explicação histórica.

A palavra falada e ouvida é o meio mais primitivo de comunicação da humanidade. Desde as sociedades tribais, passando pelas histórias de ninar e os discursos políticos, o ser humano ainda é muito ligado à palavra ouvida. E isto apesar do fato de sermos também muito visuais.

Mídia Digital o momento é agora!

Mídia Digital - O momento é agora!

Onde divulgar a minha empresa.

O momento é agora!

Sim, o momento é agora para quem ainda não tinha o conhecimento efetivo da mídia digital.
Ou mesmo para quem já tinha conhecimento, mas ainda não utilizava como meio de comunicação e divulgação para a sua empresa.

Descobrindo o potencial da internet e redes sociais.

Se você era do tipo de pessoa, empresário (a), que ainda não acreditava no potencial da internet e das redes sociais, para divulgação do seu negócio. Creio que depois desse período, difícil! Que todos nós estamos passando, por causa da pandemia (Covid-19).  Onde um grande número de pessoas passaram a utilizar as ferramentas online para se informar, estudar e resolver os seus problemas.

Com o atual momento que todos estamos vivendo, foi inevitável buscar soluções e se adaptar aos recursos da tecnologia. As pessoas passaram a se comunicar e reunir, através de canais online para se verem, falarem e matarem a saudades com seus familiares e amigos.

Mudanças nas empresas.

Já as empresas, estão se adaptando a uma nova realidade com seus funcionários trabalhando home office.  Com essa mudança tiveram que encontrar formas de fazer reuniões e trocas de informações através de plataformas disponíveis no mercado como Zoom, Google Meet, Skype, Workplace do Facebook entre outras.

Acreditamos, que a grande maioria, está entendendo o que a Mídia Digital, pode fazer pela sua empresa, em termos de visibilidade e interação com seus prospects, fãs, seguidores e seus clientes.  Além de ser hoje, a melhor estratégia de marketing digital, para atingir pessoas que ainda não conhecem a sua marca, produto ou serviço.

De maneira rápida, assertiva, melhor custo X benefício e com a possibilidade de medir os resultados.  Podemos afirmar, que é a melhor forma para interagir como o seu público alvo. Entre as principais mídias digitais, temos as Campanhas em Links Patrocinados do Google, Bing e Yahoo Ads e os anúncios nas Redes Sociais do Facebook, Instagram e Linkedin Ads.

Conclusão.

Com isso podemos concluir que as pessoas estão cada vez mais conectadas e interagindo no mundo online.
Portanto, fica fácil de entender, que a sua marca, produto ou serviço, deve ter destaque nesses locais se realmente pretende ter sucesso em vendas.

Quer saber mais, sobre como criar uma presença com destaque e gerar mais vendas para o seu negócio?
Entre em contato e solicite mais informações!